Dia Nacional do Combate ao Fumo


No dia 29 de agosto é comemorado, no Brasil, o Dia Nacional de Combate ao Fumo, uma data instituída em 1986 pela lei nº 7488, que foi criada com o objetivo de conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no planeta, sendo considerado, portanto, um problema de saúde pública. Estima-se que cerca de 200 mil pessoas morram todo o ano no Brasil em decorrência do fumo.

Confira as principais complicações na saúde, relacionadas ao fumo:

1. Câncer - O cigarro contém mais de 40 substâncias cancerígenas que aumentam o risco de câncer: · de boca, faringe, laringe e traqueia; · de pulmões – risco dez a vinte vezes maior do que o do não-fumante; · de esôfago, estômago, rins, bexiga e colo de útero, entre outros.

2. Doenças Respiratórias · As substâncias presentes na fumaça do cigarro agridem os cílios das vias aéreas, dificultando a eliminação de muco e catarro, essencial para o bom funcionamento dessas vias. Além disso, com a idade, o fumo contribui para a queda da capacidade respiratória e para o aparecimento de outros problemas, como: · tosse, chiado e falta de ar; · bronquite crônica e enfisema (DPOC) – o fumo é responsável por 90% dos casos e aumenta o risco de incidência em dez vezes; · distúrbios da voz e rouquidão; · infecções das vias respiratórias e crise de asma.


FUMAR AUMENTA: · a pressão arterial; · a frequência cardíaca; · o risco de doenças das coronárias, como angina do peito e infarto do miocárdio; · em três vezes o risco de morte por infarto em homens com menos de 55 anos; · em dez vezes o risco de tromboembolia venosa e infarto em mulheres que tomam anticoncepcionais; · o risco de má circulação nas pernas; · o risco de impotência sexual.

Central de Atendimento

Tel: 51-3346-6100

  • Instagram Bioanálises
  • Facebook

©  2020 por Bioanálises

1280px-Siemens_Healthineers_logo.svg.png